Começou como uma brincadeira! Queríamos registrar apenas nossa única música,“Pega Ladrão”, para ver como ficava gravada em estúdio. No nosso contato inicial com o estúdio Expresso 24, o responsável pelo mesmo, Ita Melo, que acabou se tornando produtor fonográfico do disco, ofereceu a possibilidade de incluir a banda no Projeto “Adote uma banda” e com isso poderíamos gravar 2 músicas pelo preço de uma. O Anfremon já havia passado para os outros integrantes a demo caseira de “Urublues” e assim foi, entramos no estúdio em janeiro de 2010 para gravar essas 2 canções sem grandes pretensões.

Acabamos gostando do resultado e queríamos mais, só faltava um deltalhe, não tínhamos mais músicas. O Anfremon então aproveitou uma de suas músicas originalmente composta para a banda Sweetcase, mas que nunca foi gravada, mudou completamente a letra, inclusive passando para o português, surgia nossa primeira road music, BR-174“. Da brincadeira de compor um Brega-blues, apareceu a “Margarida” e a banda entra em estúdio pela segunda vez para gravar essas músicas.

Nesse momento entra na banda o baixista Israel Pinheiro, no lugar de Fabão. Israel se mostraria um dos principais compositores e letristas da banda. É dele a balada “Todo o Meu Amor em Vão” e também a poesia de “Simplesmente Pelo Fim” criada durante um ensaio, e que foi adaptada por Anfremon para a cração da melodia da música homônima. Essas foram as próximas 2 músicas gravadas e que também caracterizam a passagem rápida do guitarrista Dougllas Abreu pela Banda, que substituia o Lessandro, guitarrista nas primeiras 4 gravações.

Aí a coisa começou a ficar um pouco mais séria. A banda percebeu que essas 2 músicas tinham um certo apelo comercial e para divulgá-las foram produzidos 2 videoclipes de forma independente, caseira mas com muito estilo e humor. O clipes são sequenciais e contam a história do “Triângulo Amoroso” entre El Reverendo (nome artístico do Israel), Wanessa (atriz e amiga da banda) e Margarida, a prostituta fictícia e “fura-olhos” de uma das músicas da SPH. Foram momentos divertidos e com certeza muito criativos da banda.

No segundo semestre de 2010 o guitarrista Jean Carlos “Olhão” entra na banda, já com “deadline” de uma semana para gravar as duas próximas músicas. “Algo Mais” é uma canção antiga e até então não terminada que o Anfremon tratou de recuperar e terminar a letra para incluir no disco e “Blues da Irmandade” que foi meio que uma encomenda que o Lúcio Rabelo e Marcus Vinicius fizeram para o Anfremon. Foram e ainda são as músicas mais “emotivas” do álbum.

Agora a banda já tinha oito músicas gravadas, ou seja, estávamos há mais da metade do caminho e não podíamos parar. A gravação das últimas 4 músicas se deu de maneira diferente. Como o trabalho havia ganhado corpo, Ita Melo ofereceu a possibilidade de trabalharmos as músicas praticamente com experimentalismos dentro do estúdio. Com exceção da progressiva e ecológica “O Rastro do Matá-Matá” que vinha sendo trabalhada pela banda inteira há algum tempo, as outras 3 músicas foram praticamente gravadas sem que tivéssemos a oportunidade de realmente tocá-las ao vivo. ”

“60 Graus” foi a contribuição musical do Jean Carlos para o disco e contou com letra de Israel e Anfremon, “!RIDE?” é uma crítica à dura realidade da cena musical noturna na cidade de Manaus, o jogo sujo muitas vezes praticados pelos empresários e infelizmente, até por outros colegas músicos. Finalmente “Só Por hoje” que é a canção-tema do álbum, posicionada estrategicamente no final do disco. É a única que utiliza o recurso de fade-out no término…para que o disco ficasse com um “quê” de “o que vem por aí”?

Com as músicas finalizadas o CD entrou num processo de mixagem e masterização que durou até março de 2011. Foi quando a banda, então já sem capital para prensar o CD, pleiteou recursos no primeiro site Brasileiro de Financiamento Coletivo. O CATARSE, e foi muito bem sucedida, arrecadando bem mais do que havia solicitado. A campanha terminou em Julho de 2011 e contou com o apoio de 27 pessoas e 4 empresas: Casa do Campo, MB Consultoria, CVC e MEISTER. Com esse recurso a banda conseguiu pagar a prensagem e arcar com custos de envio de material, taxas, etc.

Video feito para o site CATARSE de Financioamento Coletivo

As primeiras 1000 cópias do CD “Só Por Hoje” chegaram em Novembro de 2011 e apesar do CD ter sido amplamente distribuído entre os amigos, fãs e colaboradores da Banda. A mesma não quis fazer o Lançamento oficial do CD até o mesmo tivesse um esquema forte de distribuição.

Apenas em Março/2011 foi que a banda acertou com a Livraria Saraiva que incluiu o CD em seu Catálogo Nacional e começará a ser vendido no dia do Lançamento. Também em março a banda conseguiu a distribuição digital do Álbum através da OneRPM.

https://www.onerpm.com/#/disco/album&album_number=152370237

No Site da OneRPM o Álbum Digital é vendido a R$ 7,11 (o preço mais barato). Mas foi através do OneRPM que a banda conseguiu também distribuir o disco no iTunes, Oi Radio e mais de outras 40 outras lojas virtuais de música.

iTunes Preview – SPH Rock and Roll

http://itunes.apple.com/album/id510538166

A CD já está em vias de ser disponibilizado nas Lojas BEMOL também…acreditamos que provavelmente nessa semana de lançamento já esteja a venda por lá…

Paralelamente à gravação e produção do CD a banda continuou sua agenda nas principais casas noturnas da cidade, organizou e participou de alguns festivais interessantes:

– Tocou diversas vezes em Itacoatiara, no interior do estado do Amazonas. Tocou como atração no FECANI (Festival da Canção de Itacoatiara) em 2007, 2009 e 2011, tocou ainda na Festival Rock in Ita (2008) e na Festa da Nossa Senhora do Rosário em 2011.
– Organiza desde 2008 o Beatles Fest Manaus – Festival Beneficente para fãs de Beatles, cuja renda é revertida para entidades filantrópicas: entre elas o Abrigo Moacyr Alves (2008), a Associação Pestalozzi (2009, 2010) e o Instituto Alguém (2009), sendo este último recorde de arrecadação e público

– Em outubro de 2011 participou do Projeto Tacacá na Bossa no Largo São Sebastião, onde fez o show entitulado “Rock Contra a Violência”. Uma homenagem ao professor, poeta e “Guru” da banda, Moysés Mota, que foi brutalmente assassinado em Agosto de 2011

– Abriu a Mostra do I Festival Amazonas de Rock – Grito Rock 2012

– Foi a quarta banda mais votada na Enquete da Virada Cultural 2012.

O lançamento do CD vem de certa forma “coroar” essa boa fase que a banda está passando. Estamos todos muito felizes e queremos compartilhar com vocês essa felicidade!

EVENTOS DE LANÇAMENTO

Pocket Show Eletroacústico na Saraiva Megastore – Quarta, 11 de Abril 19h00 – Espaço Cultural Thiago de Mello

Para o pocket Show da Saraiva a banda preparou um repertório especial…irá tocar todas as músicas do CD e alguns covers que marcaram a trajetória da banda. Com certeza não faltarão músicas do Creedence Clearwater Revival, Beatles, clássicos do Blues e o tradicional mix de rock and Roll dos anos 50 que já esperado entre os fãs da banda…

O evento será no Espaço Cultural Thiago de Mello, na próxima quarta 11 de Abril e iniciará as 19h00, seguido de uma comemoração e noite de autógrafos.

Festa de Lançamento na Cervejaria Fellice – Sábado, 14 de Abril as 22h00

A Festa na Cervejaria Fellice contará com o Pré-show da Banda Scarface e pós-show do DJ KIMO!!! Será uma grande uma reunião de amigos e fãs da banda. Esperamos vocês lá!!

Anúncios