Ukulele Songs - Novo Álbum Solo de Eddie Vedder

Toda vez que o vocalista de uma banda que eu gosto inventa de fazer um disco solo me corre um frio na espinha, afinal, isso quase sempre resulta num trabalho ruim. No caso do Eddie Vedder não foi diferente, na verdade a sensação foi pior, afinal tenho muito respeito por esse artista e uma paixão imensa por toda a obra do Pearl Jam. Imaginem a  minha surpresa, estando a banda prestes a fazer 20 anos de carreira, inclusive com lançamento de filme documentário à vista, ao encontrar um disco Solo de Eddie Vedder preenchendo toda uma gôndola da Saraiva Megastore. Tudo bem que esse não é o primeiro trabalho solo dele, afinal ele fez a trilha sonora de “Na Natureza Selvagem” (Into the Wild), que aliás é um filme fantástico. E a trilha bem, colocada, meio deprê mas bem colocada, o enredo era diferente. Deu Medo! Muito medo…

Mas encarei mesmo assim…afinal, sinto que devo esse respeito ao autor de canções como Jeremy, Alive, Given to Fly, etc…

E aí a surpresa foi maior ainda…o disco é fantástico. O nome “Ukulele Songs” já diz tudo, trata-se de Eddie cantando, apenas acompanhado por ele mesmo tocando esse simpático “cavaquinho” havaiano. Pode parecer chato e os mais radicais podem pensar: Cara, deve ser muito chato!!

 

Só que não é, as canções são muito boas e mostram um Eddie Vedder apaixonado, pela vida, mulher, sei lá…Mas as músicas passam isso e com simplicidade. Longe das guitarras “distorcidas” do Pearl Jam, é possível ouvir o Eddie com bastante clareza, principalmente sua belíssima voz com todas suas nuâncias. É uma boa pedida para jantares românticos, motéis (ehehehe) e até para ouvir sozinho quando você está assim meio pensativo. Talvez para não assustar os fãs, o disco abre com “Can’t Keep”, música já lançada pelo Pearl Jam e que abre o álbum Riot Act (senão estou enganado). Ouso dizer que esta versão é até melhor que a original com a banda toda. Sempre achei uma música intrigante e estranha, acho que ela, a música, estava esperando por essa roupagem para se destacar como merece!

 

É também um disco muito curto, pouco mais de 30 minutos, com musicas de 2 a 3 minutos no máximo. Graças a Deus, se tornaria realmente meloso e enjoativo se durasse mais que isso. Enfim, achei a idéia genial e com certeza é um “must have” na estante de fãs do Pearl Jam, do Eddie Vedder ou até mesmo de quem gosta de uma música mais intimista e romântica. Mesmo que nunca tenha ouvido Pearl Jam na vida!

Fico a pensar apenas como ficariam essas canções tão boas com o acompanhamento da banda toda, mas enfim, são decisões que não cabem a mim!!

Compre já!

Abraços

Anfremon D’Amazonas

Anúncios